Modulação da atividade antibacteriana do tecido adiposo da Gallus gallus domesticus(Linnaeus 1758)

  • Henrique Coutinho URCA
  • Pedro Aquino Faculdade Leão Sampaio
  • Jéssica Leite Faculdade Leão Sampaio
  • Livia Leandro Faculdade Leão Sampaio
  • Fernando Figueredo URCA
  • Edinardo Matias Faculdade Leão Sampaio
  • Tássia Guedes Faculdade Leão Sampaio

Abstract

Baseado na crença popular, em que se utiliza a gordura de G. g. domesticus.(galinha domestica), para combater processos infecciosos e inflamatórios, este trabalho possui como objetivo avaliar a ação antibacteriana dos lipídeos no tecido adiposo desses animais além verificar associação com antibióticos observando o efeito modulador dos produtos naturais, frente a linhagens padrões de Staphylococcus aureus e Escherichia coli e multiresistentes de Staphylococcus aureus provenientes de isolados clínicos. Foi avaliada a atividade antibacteriana das amostras, determinando a Concentração Inibitória Mínima (CIM) pelo método da microdiluição. E logo após realizou-se ensaios para verificar a possível ação sinérgica entre as amostras e os antimicrobianos, utilizando os tecidos adiposos em uma concentração subinibitória. As interações dos aminoglicosídeos com as amostras em concentrações de 128 μg/mL (CIM 1/8) foram eficazes frente a S. aureos 358, tendo a atividade da amicacina associada ao TAGc com a mais representativa redução da CIM de 64 para 8μg/mL. Os resultados obtidos neste trabalho indicam que o TAGc  e o TAGi são uma fonte alternativa de produtos naturais com ação antibacteriana, já que  possibilitam à potencialização da atividade dos aminoglicosídeos frente às linhagens de S. aureus 358.   Ambos merecendo continuidade para elucidação da ação antimicrobiana e toxicológica.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
30-12-2014
How to Cite
Coutinho, H., Aquino, P., Leite, J., Leandro, L., Figueredo, F., Matias, E., & Guedes, T. (2014). Modulação da atividade antibacteriana do tecido adiposo da Gallus gallus domesticus(Linnaeus 1758). Comunicata Scientiae, 5(4), 380-385. https://doi.org/10.14295/cs.v5i4.412
Section
Original Article