ADAPTABILIDADE DE FÊMEAS BUBALINAS EM SALA DE ORDENHA SOB CONDIÇÕES AMBIENTAIS DO AGRESTE DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL

Juliana Paula Felipe de Oliveira, Adriano Henrique do Nascimento Rangel, Mayara Leilane de Jesus Barreto, Dorgival Morais de Lima Júnior, Stela Antas Urbano, Igor de Paula Lopes Aureliano

Abstract


Objetivou-se avaliar a adaptabilidade ambiental de fêmeas bubalinas primíparas e pluríparas em sala de ordenha no agreste do Rio Grande do Norte, Brasil. Foi realizada leitura dos elementos climáticos umidade relativa do ar (URA) e temperatura do ar (TA) semanalmente, nos turnos manhã e tarde, durante seis semanas, e, calculado o índice de temperatura e umidade (ITU) dentro sala de ordenha.  A temperatura superficial também foi mensurada. Além disso, observações comportamentais no ambiente de ordenha foram registradas duas vezes por semana para posterior definição de cinco escores de temperamento. O teste de Tukey foi aplicado para o ITU, TA, URA a fim de verificar o efeito do turno e também para os parâmetros produção de leite (PROD), temperatura superficial (TS), temperatura superficial de úbere (TSÚbere) e temperamento para verificar o efeito da ordem de parto. Correlações de Pearson foram realizadas entre TS, TSÚbere, PROD e ordem de parto. A TA média dentro da sala de ordenha foi superior à tarde e a URA pela manhã. Não houve diferença entre os turnos para o ITU, apresentando-se dentro dos padrões de conforto para bubalinos. Para a variável TS não houve diferença entre animais primíparos e pluríparos, porém búfalas primíparas apresentaram maiores TSÚbere e maiores médias de temperamento. Não houve diferença entre os grupos para a produção de leite. Verificou-se correlação negativa entre a TSÚbere e a ordem de parto e positiva entre a TS e TSÚbere. O turno influenciou os parâmetros ambientais estudados, a exceção do ITU. Búfalas Murrah em sala de ordenha apresentaram-se adaptadas às condições climáticas do agreste do Rio Grande do Norte, não sofrendo efeitos negativos sobre a produção de leite.


Keywords


Búfalas, variáveis ambientais, variáveis fisiológicas



Copyright (c)