Desempenho fisiológico das sementes de ervilha tratadas com biorregulador

  • Leandro Paiola Abrecht Universidade Federal do Paraná - Campus Palotina
  • Gabriel Loli Bazo Universidade estadual de maringá - UEM
  • Paulo Vinicius Demeneck-Vieira Universidade estadual de maringá - UEM
  • Alfredo Junior Paiola Albrecht Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - esalq
  • Alessandro de Lucca e Braccini Universidade estadual de maringá - UEM
  • Fábio Henrique Krenchinski Universidade Federal do Paraná - Campus Palotina
  • Aline de Carvalho Gasparotto Universidade estadual de maringá - UEM

Abstract

O presente trabalho objetivou avaliar a qualidade fisiológica das sementes de três cultivares de Ervilha (Pisum sativum L.) sob aplicação de biorregulador. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com 4 repetições. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 3 x 5, constituídos por três cultivares (‘Ervilha Jota Flor Roxa’, ‘Ervilha Telefone Alta’ e ‘Ervilha Axé’) e cinco doses do biorregulador (0; 4; 8; 12 e 16 mL kg-1). Foram avaliadas a germinação, a classificação do vigor de plântulas, a emergência em substrato de areia e o comprimento das plântulas As médias do tratamento qualitativo foram comparadas pelo teste de Tukey; quanto ao tratamento quantitativo foram ajustados modelos de regressão polinomial. A ação do biorregulador variou em função dos lotes utilizados, em que as cultivares ‘Ervilha Jota Flor Roxa’ e ‘Ervilha Axé’ foram responsivas ao tratamento de sementes com biorregulador Stimulate®, com a dose mais positiva a qualidade fisiológica próximo de 8 mL kg-1.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
30-12-2014
How to Cite
Paiola Abrecht, L., Loli Bazo, G., Demeneck-Vieira, P., Paiola Albrecht, A., de Lucca e Braccini, A., Krenchinski, F., & de Carvalho Gasparotto, A. (2014). Desempenho fisiológico das sementes de ervilha tratadas com biorregulador. Comunicata Scientiae, 5(4), 464-470. https://doi.org/10.14295/cs.v5i4.350
Section
Original Article