Management of tillering in the production of flower stems of heliconia cultivated in pots

  • Jobson Paixão de Amorim Coelho UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco. http://orcid.org/0000-0002-0232-9112
  • Eliezer Santurbano Gervásio UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.
  • Teógene Souza de Sá UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.
  • Márkilla Zunete Beckmann Cavalcante UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.
  • Sabrina Gomes de Souza UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Abstract

Potted cultivation of tropical flowers presents good projections for the northeastern region of Brazil; however, it still faces some peculiarities regarding conduction and management. The objective of this study was to evaluate the effect of tillering on the production of Heliconia psittacorum L.f. cv. Red Opal, grown in flowerpot. The experiment was carried out in a protected environment at the Campus of Agricultural Sciences (CCA) of UNIVASF, Petrolina - PE, Brazil, between 2014 and 2016. A completely randomized design was used, with four tiller densities per pot (4, 8, 12 and 16 tillers) and eight replications, totaling 32 plots. The irrigation system was automated and monitored by weighing lysimetry. Were evaluated: efficiency of water use (EUA); harvested flower stems (HC); ratio of harvested stems and number of tillers (HC / NP); number of leaves (NF); duration of vegetative (DFV) and productive phases (DFP); total cycle (CT); floral stem length (CHF); floral stem diameter (DH), bracts length (CB) and equivalent diameter of the collar (DECH). The results were subjected to regression test. The EUA was higher in the density of 16 tillers pot-1; the HC variable presented an increasing linear trend; a decreasing linear trend was detected for HC/NP, NF, DFP, DH, CB and DECH. The number of tillers in the pot does not limit the emission of floral stems. However, the quality of these is inversely proportional to the tiller density.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Jobson Paixão de Amorim Coelho, UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Mestre em Agronomia - Produção Vegetal.

Curriculo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2380529570573235

Eliezer Santurbano Gervásio, UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Professor de Manejo da Irrigação na UNIVASF.

Curriculo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8809867196130299

Teógene Souza de Sá, UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Estudante do curso de Engenharia Agronomica na UNIVASF.

Curriculo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7252061980972688

Márkilla Zunete Beckmann Cavalcante, UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Professora de Floricultura e plantas ornamentais na UNIVASF.

Curriculo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4845590308911434

Sabrina Gomes de Souza, UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Estudante do curso de pós-graduação em Agronomia - Produção Vegetal na UNIVASF.

Curriculo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5616945557216422

References

ARAÚJO, S.S. LEITE, K.P. LIMA, T.L.A. FABIN, C.A.G.S.O. MARANHÃO, S.R.V.L. LOGES. V. Número de folhas e identificação do estadio de desenvolvimento da gema apical de heliconias de pequeno porte. X Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão - JEPEX. Anais... Universidade Federal Rural de Pernambuco. Recife: 2010.

BUAINAIN, A.M.; BATALHA, M.O. (Coord.) Cadeia produtiva de flores e mel. Brasília: MAPA/SPA, IICA, 2007. 140 p.

CAMBRAIA, J. Aspectos bioquímicos, celulares e fisiológicos dos estresses nutricionais em plantas. In: NOGUEIRA, R. J. M. et al. (Eds.). Estresses ambientais: Danos e benefícios em plantas. Recife: UFRPE, Imprensa Universitária, 2005.

CASTRO A.C.R.WILLADINO, L.G. CASTRO, M.F.A. ARAGÃO. F.A.S. Macronutrients deficiency in Heliconia psittacorum x Heliconia spathocircinata ‘Golden Torch’. Revista Ciência Agronômica. Fortaleza/CE, v.46, n.2, p. 258-265. 2015.

CARRIJO, O.A.; REIS, N.V.B.; MAKISHIMA, N. Fibra da casca de coco verde como substrato 399 agrícola. Horticultura Brasileira, Brasília, v.20, n.4, p. 533-535, dezembro 2002.

COSTA, A.S. LOGES, V. CASTRO, A.C.R. VERONA, A.L. PESSOA, C.O. SANTOS, V.F. Perfilhamento e expansão de touceiras de helicônias. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 24, n.4. 460-463, 2006.

COSTA, A.S. LOGES, V. CASTRO, A.C.R. BEZERRA, G.J.S.M. SANTOS, V.F. Variabilidade genética e correlações entre caracteres de cultivares e híbridos de Heliconia psittacorum. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 2, n. 3, p. 187-192. 2007.

FELISBERTO, T.S. SILVA, D.O. FILHO, J.R.S. SANTOS, W.J. DEON, M.D. MARINHO, L.B. Evapotranspiração e coeficiente de cultivo da helicônia Golden Torch no Vale do São Francisco. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v.9, n°.5, p. 335-343, 2015.

SEBRAE/MS. Estudo para implantação de polo de floricultura tropical em MS. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso do Sul – SEBRAE/MS, 2008. 155 p.

FERMINO, M.H. O uso da análise física na avaliação da qualidade de componentes e substratos. In: Furlani, A.M.C. et al. (Coord.). Caracterização, manejo e qualidade de substratos para produção de plantas. Instituto Agronômico, Campinas, 2002. p.29-37.

FERMINO, M. H. Substratos para plantas: História, caracterização, métodos de análise e materiais componentes. Porto Alegre: FEPAGRO, 2007.

GERVÁSIO, E. S.; MELO JUNIOR, J. C. F. Utilização da técnica de lisimetria de pesagem na automação de um sistema de irrigação localizada para uso no manejo da irrigação de cultivos em recipientes. Rev. Irriga. Botucatu. V. 19, n. 4, p. 626-640, 2014;

GOMES, A.R.M. D’ÁVILA, J.H.T. GONDIM, R.S. BEZERRA, F.C. BEZERRA, F.M.L. Estimativa da evapotranspiração e coeficiente de cultivo da Heliconia psittacorum L x H. spathocircinada (Arist) cultivada em ambiente protegido. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v.37, n.1, p.13-18, 2006

GONDIM, R.S. GOMES, A.R.M. BEZERRA, F.C. COSTA, C.A.G. PEREIRA, N.S. Estimativa da evapotranspiração e coeficiente de cultivo da Heliconia bihai L., cultivada em ambiente protegido. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental. Campinas. V.14, n. 1, p. 53 – 58. 2008.

JUNQUEIRA, A. H.; PEETZ, M.S. Análise conjuntural da evolução das exportações de flores e plantas ornamentais do Brasil – janeiro a dezembro de 2007. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, Campinas, v.14, n.1, p.37-52, 2008.

IBRAFLOR. Números do setor – Mercado Interno. 2015. Disponível em: <http://ibraflor.com/ns_mer_interno.php>. Acesso em: 03 Abr. 2016.

IBRAFLOR. Controle de Qualidade – Flores Tropicais. 2016. Disponível em: <http://ibraflor.com/publicacoes/vw.php?cod=73>. Acesso em: 03 Abr. 2016.

MELO, M.G. SOUZA, J.W.O. PINHEIRO, P.G.L. LOGES, V. CASTRO, A.C.R. JUNIOR, M.A.L. Número de folhas em helicônias mantidos em casa de vegetação. 2002. Disponível em: http://www.abhorticultura.com.br/biblioteca/arquivos/Download/Biblioteca/flfg3001c.pdf. Acesso em: 17 Mar. 2016.

NOMURA, E. S. Diagnóstico da produção de flores tropicais na região do Vale do Ribeira. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, Campinas, v. 14, p. 23-25, 2008.

NOVAIS, R.F. V, V.H.A. BARROS, N.F. FONTES, R.L. CANTARUTTI, R.B. NEVES, J.C.L. Fertilidade do Solo. Sociedade Brasileira de Ciências do Solo. Viçosa – MG. 1ª ed. 2007. 1017p.

NOWAK, J.; RUDNICKI, R.M. Postharvest handling and storage of cut flowers, florist greens and potted plants. Portland: Timber Press, 1990. 210p.

PAIVA, P. D. O; ALMEIDA, E. F. A. Produção de Flores de Corte. Lavras. Ed. UFLA, v. 2. 2014.

RHOADES, J. D.; KANDIAH, A.; MASHALI, A. M. Uso de águas salinas para produção agrícola. Tradução de Gheyi, H. R.; Sousa, J. R.; Queiroz, J. E. Campina Grande: UFPB, 1992. 117p.

SANTOS, O.S.N.; PAZ, V.P.S.; GLOAGUEN, T.V.; TEIXEIRA, M.B.; FADIGAS, F.S.; COSTA, J.A. Crescimento e estado nutricional de helicônia irrigada com água residuária tratada em casa de vegetação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, PB. v. 16, n. 8, ´. 820-827, 2012.

SOUSA, A.E.C.; SOARES, F.A.L.; GHEYI, H.R.; BARROS, H.M.M.; NASCIMENTO, E.C.S.; ANDRADE, L.O. Salinidade da água de irrigação na aclimatização de mudas, desenvolvimento e produção de heliconias. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v. 5, n.4, p. 328-336. 2011.

SOUZA, G. O., VIÉGAS, I. J. M., FRAZÃO, D. A. C. Crescimento de Heliconia psittacorum cv. Golden Torch em Função de Doses de Calcário Dolomítico. Ciências e Agrárias, Belém – PA, n. 52, p. 49-59. 2009.

SOUZA, R.R. CAVALCANTE, M.Z.B.; SILVA, A.A.; SILVA, E.M. BRITO, L.P.S.; SILVA, A.O. Yield and quality of inflorescences of ‘Golden Torch’ helicônia in different shaded environments. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. V.20, n.2, p 128-132, 2016.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4. ed. Porto Alegre: Armed, 2009. 848 p.

TANIO, D. S.; SIMÕES, S. C. Cadeia de suprimentos de flores e plantas ornamentais no Brasil – uma nova abordagem para aumentar a participação do setor no mercado internacional. Estudos realizados. Florianópolis: GELOG-UFSC, 2005.

TERAO, D.; CARVALHO, A.C.P.P.; BARROSO, T.C.S.F. Flores Tropicais = Tropical Flowers. Ed. Embrapa informação Tecnológica, Brasília, p.225, 2005.

Published
01-11-2019
How to Cite
Coelho, J., Gervásio, E., Sá, T., Cavalcante, M., & Souza, S. (2019). Management of tillering in the production of flower stems of heliconia cultivated in pots. Comunicata Scientiae, 10(3), 353-363. https://doi.org/10.14295/cs.v10i3.2716
Section
Original Article