Maturação fisiológica de sementes de abóbora (Curcubita moschata Duch) produzidas no semiárido

Acácio Figueiredo Neto, Francisco Assis Cardoso Almeida, Bárbara França Dantas, Marlon da Silva Garrido, Carlos Alberto Aragão

Abstract


Objetivou-se com esse trabalho avaliar a qualidade fisiológica das sementes de abóbora cultivar Jacarezinho nas condições do Vale do São Francisco durante o processo de maturação. O cultivo desta cucurbitácea foi realizado no campus experimental de hortaliças da Universidade Estadual da Bahia, em Juazeiro, no período de dezembro de 2010 a março de 2011. As sementes foram colhidas de frutos em intervalos regulares, do 15º dia até 60º dia após a antese (DAA), cujo trabalho foi instalado em delineamento experimental inteiramente casualizado, com seis tratamentos (15, 25, 30, 40, 50 e 60 DAA) e quatro repetições. Para cada época, os frutos foram avaliados visualmente e determinado o peso médio e, as sementes extraídas dos frutos foram avaliadas pelos seguintes testes e/ou determinações: grau de umidade, massa da matéria seca das sementes, germinação, condutividade elétrica, emergência de plântulas em campo e índice de velocidade de emergência. As sementes atingiram a maturidade fisiológica aos 50 dias após a antese, embora a melhor época para realizar a colheita de frutos desta cultivar na região semiárida seja no período de 50 a 60 dias, quando as sementes se encontram com menor grau de umidade.


Keywords


Hortaliça; Colheita

Comments on this article

View all comments


Copyright (c)