Tratamento químico na qualidade sanitária e na germinação de sementes de Jatropha curcas L.

Acleide Maria Santos Cardoso, Andréia Márcia Santos de Souza David, Aparecida Rodrigues de Jesus Carvalho, Rafael Pereira Sales, Patrícia Cristina do Carmo Oliveira, Maria das Dores da Cruz Souza

Abstract


O trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência de fungicidas na qualidade sanitária e na germinação de sementes de pinhão- manso. A presença de patógenos foi avaliada por meio do teste de sanidade (Blotter test). Para identificação dos patógenos presentes nas sementes foram utilizados lupa estereoscópica e microscópio ótico, e os resultados foram expressos em porcentagem. Os produtos químicos utilizados foram Captan, Priori e Thiram. Sementes sem tratamento com fungicida constituíram a testemunha. As sementes tratadas foram submetidas novamente ao “Blotter test” e ao teste padrão de germinação. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições para os dados de germinação. As sementes de pinhão manso apresentam incidência de patógenos independente da desinfestação superficial. Houve predominância de fungos dos gêneros Memnoniella sp., Fusarium spp., Colletotrichum sp., Aspergillus sp., Penicillium sp., Lasiodiplodia sp. e Pestalotiopsis sp. Os fungicidas Thiram e Priori reduzem à incidência de patógenos nas sementes de pinhão manso. A germinação de sementes de pinhão manso é influenciada pelo seu tratamento químico, sendo os fungicidas Thiram e Priori os mais eficientes no controle de patógenos.

Keywords


Sanidade, fungicida, inoculação, teste de germinação



Copyright (c)