Potencial genético de famílias de meio-irmãos de milho pipoca para as condições de cerrado do sul do Tocantins

Gustavo André Colombo, Aurélio Vaz-de-Melo, Markus Taubinger, Wilma Dias Santana, Júlio Cesar DoVale

Abstract


A existência de elevada variabilidade genética no germoplasma de milho pipoca tropical, sugere a possibilidade em melhorar tanto para produtividade quanto para a capacidade de expansão. Sabendo que o cerrado tocantinense apresenta condições propícias para a exploração dessa cultura, objetivou-se com esse estudo avaliar o potencial genético de famílias de 40 meios-irmãos de milho pipoca nas condições do cerrado tocantinense. Para isso, foram recombinadas duas marcas comerciais de milho pipoca, Produtos Paulista e Yoki. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados com duas repetições. Por ocasião da colheita foram mensurados os caracteres número de grãos por fileira, produtividade de grãos e capacidade de expansão. Observou-se variabilidade genética significativa para todos os caracteres avaliados. Os três caracteres apresentaram ganhos com a seleção. Assim, constatou-se que as famílias de meios-irmãos de milho pipoca apresentam potencial genético para serem exploradas em programas de melhoramento para as condições do cerrado tocantinense. Contudo, estudos futuros necessitam ser realizados para definir qual estratégia de melhoramento deve apresentar resultados mais expressivos. 


Keywords


Zea mays L., predição de ganhos, melhoramento genético.

Comments on this article

View all comments


Copyright (c)