Incidência e dinâmica de populações de plantas daninhas na sucessão aveia/milho com uso de cama de aviário

Lucas Guilherme Bulegon, Deise Dalazen Castagnara, Paulo Sergio Rabello de Oliveira, Tania Helena Neunfeld, Tatiane Ohland, Rogério Lopes Estevez

Abstract


As plantas daninhas conferem um grande fator de competição nas diversas culturas agrícolas, e seu controle vem se tornado difícil. Desta forma novos métodos vem sendo testados e tendo sua eficiência demonstrada. Nesse contexto, este trabalho teve por objetivo avaliar a incidência e a dinâmica de populações de plantas daninhas na sucessão aveia/milho em sistema de integração lavoura-pecuária sob as diferentes doses de cama de aviário (CA). Para isso, foi desenvolvido um experimento em blocos ao acaso, com sete tratamentos e quatro repetições, que constituíram em diferentes doses de cama de aviário, suplementada com N mineral (Pousio; 0,0 t ha-1 CA +140kgN; 1,5 t ha-1 CA+116kgN; 3,0 t ha-1 CA +91kgN; 4,5 t ha-1 CA +67kgN; 6,0 t ha-1 CA +43kgN; 7,5 t ha-1 CA +19kgN) aplicada antes da semeadura da aveia, para posterior implantação da cultura do milho. Avaliou-se a frequência absoluta, a frequência relativa, a densidade absoluta, a densidade relativa, a dominância absoluta, a dominância relativa e o índice de valor de importância das plantas daninhas na cultura do milho. Os resultados mostraram que o aumento da dose de cama de aviário, aumenta a produção de palhada de aveia, reduzindo assim o índice de valor de importância e a incidência das plantas daninhas.


Keywords


Plantas invasoras; Avena strigosa; Zea mays; Adubação orgânica

Comments on this article

View all comments


Copyright (c)