Medidas de crescimento em cultivares de feijão-caupi submetidas a diferentes regimes hídricos

Aderson Soares de Andrade Júnior, João Irene Filho, José Orlando Piauilino Ferreira, Valdenir Queiroz Ribeiro, Edson Alves Bastos

Abstract


O estudo da aplicação de diferentes lâminas de irrigação na cultura do feijão-caupi visando à quantificação de seu crescimento é de fundamental importância, no sentido de orientar o manejo ótimo de água no solo. O trabalho teve por objetivo avaliar o crescimento de cultivares de feijão-caupi de porte semi-ereto e semi-prostrado em resposta a aplicação de lâminas de irrigação nas condições de solo e clima do município de Bom Jesus – PI. O experimento foi conduzido no Sitio São Luiz, localizado a 3 km da cidade de Bom Jesus - PI, durante o período de junho a agosto de 2011. A área experimental apresenta as seguintes coordenadas geográficas: latitude - 9º05’20,4’’, longitude - 44º20’55,1’’ e altitude 283 m, em um solo classificado como Neossolo flúvico (Embrapa, 2006). O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições e os tratamentos dispostos em parcelas subdivididas (lâminas nas parcelas e cultivares nas subparcelas). Foram avaliadas as cultivares de feijão-caupi BRS Aracê (semi-prostrado) e BRS Tumucumaque (semi-ereto) submetidas a cinco lâminas de irrigação (108,2 mm, 214,7 mm, 287,9 mm, 426,1 mm e 527,7 mm). A cultivar BRS Aracê apresentou maior número de folhas que a cultivar BRS Tumucumaque. A cultivar BRS Tumucumaque produz 17,09% a mais de matéria seca total que a cultivar BRS Aracê com a aplicação de uma lâmina de irrigação de 401,9mm. A taxa de radiação fotossinteticamente ativa mínima, que reflete maior cobertura do solo pelo dossel, é obtida com a cultivar BRS Aracê.

Keywords


Lâmina de Irrigação

Comments on this article

View all comments


Copyright (c)