Growth and flowering of colored cotton cultivated in soils of distincts ESP and sheep manure

  • EVANDRO MANOEL DA SILVA Universidade Federal de Campina Grande
  • REGINALDO GOMES NOBRE Universidade Federal de Campina Grande
  • Joicy Lima Barbosa Universidade Federal de Campina Grande
  • HANS RAJ GHEYI Universidade Federal do Recôncavo Baiano
  • FRANCISCO ALVES DA SILVA Universidade Federal de Campina Grande
  • BENEDITO FERREIRA BONIFÁCIO Universidade Federal de Campina Grande

Abstract

The inadequate management of irrigation has promoted the increase in the area of degraded soils through salinization and/or sodification, especially in irrigated perimeters of the northeastern semiarid, promoting environmental impacts and decrease in crop yield. In this manner, studies that aim to evaluate the tolerance of crops to salts, and/or techniques that minimize the deleterious effects of salt stress are highly viable. Based on this, the present study aimed to evaluate the influence of sheep manure doses over growth and flowering of the colored cotton cv. BRS Topázio, cultivated in soils with different exchangeable sodium percentages. A randomized block design was adopted, in a 5 x 4 factorial scheme, corresponding to the treatments of five exchangeable sodium percentages – ESP: 8.84, 12.55, 18.80, 28.80 and 38.80% and four sheep manure doses: 0, 5, 10 and 15% based on the volume of the soil, with 3 replications. At 90 days after sowing, it could be verified that the increment in the sheep manure doses added to the soil mitigated the negative effect of the ESP over the production of flower buds, beside stimulating plant growth, flower production and reducing the rate of flower abortion, independently of the ESP. The cotton cv. BRS Topázio is tolerant to soil ESP up to 38.8%, and anthesis is anticipated by the increase in exchangeable sodium.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

EVANDRO MANOEL DA SILVA, Universidade Federal de Campina Grande

Engenheiro Agrônomo

Doutorando em Engenharia Agrícola, CCTA/UFCG

REGINALDO GOMES NOBRE, Universidade Federal de Campina Grande

Engenheiro Agrônomo

Doutor em Engenharia Agrícola, CTRN/UFCG

Joicy Lima Barbosa, Universidade Federal de Campina Grande
Graduanda em Agronomia, CCTA/UFCG
HANS RAJ GHEYI, Universidade Federal do Recôncavo Baiano

Graduado em Agricultura

Doutor em Ciências Agronômicas, NEAS/UFRB

FRANCISCO ALVES DA SILVA, Universidade Federal de Campina Grande
Mestrando em Sistemas Agroindustriais, CCTA/UFCG
BENEDITO FERREIRA BONIFÁCIO, Universidade Federal de Campina Grande
Engenheiro Agrônomo, CCTA/UFCG

References

Almeida, L.L.S., Nobre, R.G., Souza, L.P., Barbosa, J.L., Elias, J.J. 2015. Crescimento do algodoeiro colorido pós-poda em solos com distintas PSTs e doses de esterco. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável 10: 06-11.

Apse, M.P., Blumwald, E. 2007. Na+ transport in plants. FEBS Letters 581: 2247-2254.

Araújo, W.P., Pereira, J.R., Lima, F.V., Araújo, V.L., Carvalho Junior, G.S., Alexandria Júnior, F.F. 2011. Adubação do algodoeiro herbáceo colorido BRS Rubi em sistema agroecológico com esterco bovino no município de Itaporanga, PB. I. Características agronômicas. Agropecuária Técnica 32: 88–94.

Arruda, F.P., Andrade, A.P., Silva, I.F., Pereira, I.E., Guimarães, M.A.M. 2002. Emissão/abscisão de estruturas reprodutivas do algodoeiro herbáceo, cv. CNPA 7H: efeito do estresse hídrico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 6: 21-27.

Cardoso, G.D., Alves, P.L.C.A., Beltrão, N.E.M., Vale, L.S. 2010. Períodos de interferência das plantas daninhas em algodoeiro de fibra colorida BRS Safira. Revista Ciência Agronômica (UFC. Impresso) 41: 456-462.

Costa, M.M.L., Nobre, R.G., Lima, G.S., Gheyi, H.R., Pinheiro, F.W.A., Dias, A.S., Soares, L.A.A. 2016. Solo salino sódico e adição de matéria orgânica no cultivo do algodoeiro colorido ‘BRS Topázio’. Semina: Ciências Agrárias 37: 701-714.

Dias, A.S., Nobre, R.G., Lima, G.S., Gheyi, H.R., Pinheiro, F.W.A. 2016. Crescimento e produção de algodoeiro de fibra colorida cultivado em solo salino-sódico e adubação orgânica. Irriga Edição Especial, Grandes Culturas: 260-273.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. 2011. Algodão Colorido: “Tecnologia Embrapa para a geração de emprego e renda na agricultura familiar do Brasil’’. EMBRAPA-CNPA, Campina Grande, Brasil. 2p. (Circular Técnico, 17).

Ferreira, D.F. 2011. Sisvar: um sistema computacional de análise estatística. Ciência e agrotecnologia 35: 1039-1042.

Grimes, D.W., Carter, L.M. 1969. A linear rule for direct non destrutive leaf area measurements. Agronomy Journal 61: 477-479.

Leite, E.M., Cavalcante, L.F., Diniz, A.A., Santos, R.V., Alves, G.S., Cavalcante, I.H.L. 2007. Correção da sodicidade de dois solos irrigados em resposta à aplicação de gesso agrícola. Irriga, 12:168-176.

Lima, R.L.S., Severino, L.S., Ferreira, G.B., Silva, M.I.L., Albuquerque, R.C., Beltrão, N. E.M. 2007. Crescimento da mamoneira em solo com alto teor de alumínio na presença e ausência de matéria orgânica. Revista Brasileira de Oleaginosas e Fibrosas 11: 15-21.

Melo, R.M., Barros, M.F.C., Santos, P.M., Rolim, M.M. 2008. Correção de solos salino-sódicos pela aplicação de gesso mineral. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental 12: 376–380.

Miranda, M.A., Oliveira, E.E.M., Santos, K.C.F., Freire, M.B.G.S., Almeida, B.G. 2011. Condicionadores químicos e orgânicos na recuperação de solo salino-sódico em casa de vegetação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental 15: 484–490.

Novais, R.F.; Neves J.C.L.; Barros, N.F. 1991. Ensaio em ambiente controlado. In: Oliveira, A.J. (ed.). Métodos de pesquisa em fertilidade do solo. Embrapa-SEA, Brasília, Brasil,189- 253.

Oosterhuis, D.M. Growth and development of a cotton plant. 1992. Faytteville: Arkansas, EUA, 24p.

Pereira, J.R., Araújo, W.P., Ferreira, M.M.M., Lima, F.V., Araújo, V.L., Silva, M.N.B. 2012. Doses de esterco bovino nas características agronômicas e de fibras do algodoeiro herbáceo BRS Rubi. Revista Agro@mbiente On-line 6: 195-204.

Pizarro, F. 1978. Drenaje agrícola y recuperación de suelos salinos. 1 ed. Editora Agrícola Espanhola S. A, Madrid, Espanha, 521 p.

Ribeiro, M.R. 2010. Origem e classificação de solos afetados por sais. In: Gheyi, H.R., Dias, N. S.; Lacerda, C. F. (ed). Manejo da salinidade na agricultura: Estudos básicos e aplicados. INCTA Sal, Fortaleza, Brasil,11-19.

Sá, F.V.S., Mesquita, E.F., Bertino, A.M.P., Costa, J.D., Araújo, J.L. 2015. Influência do gesso e biofertilizante nos atributos químicos de um solo salino-sódico e no crescimento inicial do girassol. Botucatu. Revista Irriga 20: 46-59.

Severino, L.S., Ferreira, G.B., Moraes, C.R.A., Gondim, T.M.S., Cardoso, G.D., Viriato, J.R., Beltrão, N.E.M. 2006. Produtividade e crescimento da mamoneira em resposta à adubação orgânica e mineral. Pesquisa Agropecuária Brasileira 41: 879 – 882.

Silva, I.P.F., Junior, J.F.S., Araldi, R., Tanaka, A.A., Girotto, M., Bosquê, G.G., Lima, F.C.C. 2011. Estudo das fases fenológicas do algodão (Gossypium hirsutum L.). Revista científica eletrônica de agronomia 20a ed: n.20, 9 p.

Tavares Filho, A.N., Barros, M.F.C., Rolim, M.M., Silva, Ê.F.F. 2012. Incorporação de gesso para correção da salinidade e sodicidade de solos salino-sódicos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental 16: 247–252.

Willadino, L., Camara, T.R. 2010. Tolerância das plantas à salinidade: Aspectos fisiológicos e bioquímicos. Enciclopédia biosfera 6: 1-23.

Published
17-04-2019
How to Cite
DA SILVA, E., NOBRE, R., Barbosa, J., GHEYI, H., DA SILVA, F., & BONIFÁCIO, B. (2019). Growth and flowering of colored cotton cultivated in soils of distincts ESP and sheep manure. Comunicata Scientiae, 10(1), 109-116. https://doi.org/10.14295/cs.v10i1.2624
Section
Original Article