Yield elements of sweet corn in different population densities

  • Renan Soares de Souza Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Pedro Soares Vidigal Filho Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Carlos Alberto Scapim Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Odair José Marques Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Dyane Coelho Queiroz Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Ricardo Shigueru Okumura Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)
  • Jefferson Vieira José Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), Universidade de São Paulo (USP)
  • Rafael Verri Tavore Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Abstract

The objective of the present study was to evaluate the population density effect upon yieldcomponents of sweet corn during two crop years. The experimental design used was the randomizedcomplete blocks with four replications. The treatments were based on combination among sweetcorn hybrids (Tropical Plus and RB-6324) and plant populations (40,000; 55,000; 70,000; 85,000 and100,000 plants ha-1), in the factorial scheme 2 x 5, evaluated in two “Summer” crop years (2009 and2010). The characteristics evaluated were number of rows per ear, number of grains per ear row,plant prolificacy and total husked ear yield, whose average values were submitted to the jointanalysis of variance. In the year of 2009 for Tropical Plus and in the year of 2010 for RB-6324, theprolificacy decreased linearly until the maximum population of plants used, which presented valuesof 1.04 ear plant-1 and of 1.02 ear plant-1, respectively. A minimum value of prolificacy (1.08 earplant-1) was observed for RB-6324 in 2009 with 92,935 plants ha-1. In 2009, the highest yields of huskedears for Tropical Plus (8.43 t ha-1) and for RB-6324 (9.88 t ha-1) were achieved with a density of 100,000plants ha-1. On the other hand, in the second crop year, the yields increased quadratically from51,848 plants ha-1 (7.78 t ha-1), for Tropical Plus, and from 57,648 plants ha-1 (9.32 t ha-1), for RB-6324,until the maximum population of plants evaluated, whereupon presented their respective maximumvalues of 12.04 t ha-1 and 12.31 t ha-1. In general, the increase in population was unfavorable to theprolificacy of plants, but did not impair the husked ear yield, for which it was noted better answerswith a population of 100,000 plants ha-1, in both crop years and hybrids used.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Renan Soares de Souza, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Engenheiro Agrônomo, Mestre e Doutorando do Programa de Pós-graduação em Agronomia (PGA) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área: Produção Vegetal.
Pedro Soares Vidigal Filho, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Engenheiro Agrônomo, Doutor em Agronomia, Bolsista de Produtividade do CNPq (PQ II), Professor Associado C do Departamento de Agronomia (DAG) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Orientador de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-graduação em Agronomia (PGA) e do Programa de Pós-graduação em Genética e Melhoramento (PGM) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área: Produção e Melhoramento Vegetal.
Carlos Alberto Scapim, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Engenheiro Agrônomo, Doutor em Genética e Melhoramento de Plantas, Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C, Professor Associado C do Departamento de Agronomia (DAG) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Orientador de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-graduação em Agronomia (PGA) e do Programa de Pós-graduação em Genética e Melhoramento (PGM) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área: Melhoramento Vegetal.
Odair José Marques, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Engenheiro Agrônomo, Doutor em Agronomia e Professor Assistente do Departamento de Agronomia (DAG) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área: Produção Vegetal.
Dyane Coelho Queiroz, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutoranda em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).
Ricardo Shigueru Okumura, Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)
Engenheiro Agrônomo, Doutor em Agronomia e Professor Adjunto I do curso de Agronomia da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Área: Produção Vegetal.
Jefferson Vieira José, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), Universidade de São Paulo (USP)
Engenheiro Agrícola, Mestre em Agronomia e Doutorando do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Sistemas Agrícolas da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), Universidade de São Paulo (USP).
Rafael Verri Tavore, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Engenheiro Agrônomo, Mestrando do Programa de Pós-graduação em Agronomia (PGA) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área: Produção Vegetal.
Published
01-10-2013
How to Cite
Soares de Souza, R., Soares Vidigal Filho, P., Alberto Scapim, C., José Marques, O., Coelho Queiroz, D., Shigueru Okumura, R., Vieira José, J., & Verri Tavore, R. (2013). Yield elements of sweet corn in different population densities. Comunicata Scientiae, 4(3), 285-292. https://doi.org/10.14295/cs.v4i3.226
Section
Original Article