Phenology of African mahogany plants submitted to irrigation

  • Derblai Casaroli Universidade Federal de Goiás
  • Flávio de Oliveira Rosa Universidade Federal de Goiás
  • José Alves Júnior Universidade Federal de Goiás
  • Adão Wagner Pêgo Evangelista Universidade Federal de Goiás
Keywords: Brazilian Savanna, edaphoclimatic conditions, plant growth, water stress, Khaya ivorensis Chev. A

Abstract

In the searching of forest species with good wood quality, easy adaptability and high commercial value, the African mahogany (Khaya ivorensis Chev. A.) have been a good alternative. This study aimed evaluate the phenometric responses of African Mahogany submitted to irrigation. The field experiment was carried out in Bonfinópolis-GO, Brazil, with young plants of African mahogany, being 5 irrigated and 5 non-irrigated. The following variables were evaluated: plant height, stem heigh, number of leaves and leaflets, stem diameter and leaf area. A completely randomized design was used in a bi-factorial scheme 2x9 (A: irrigated and non-irrigated; D: 0, 120, 180, 240, 300, 360, 420, 480, 540 days after transplanting). All the variables showed significant differences not only for irrigated and non-irrigated treatments but also for the times of evaluation, except for stem diameter. Irrigation resulted in higher growth of plants and the irrigation of young African mahogany plants should be used mainly in drought period.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Derblai Casaroli, Universidade Federal de Goiás
Possui Graduação em Agronomia e Mestrado em Produção Vegetal pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul. É Doutor em Agronomia na área de Física do Ambiente Agrícola pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"- Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), Piracicaba-SP. Ainda, realizou seu projeto Pós-Doutoramento no departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP e na "Wageningen University" (Holanda). Foi Professor Adjunto no Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM), onde ministrou as disciplindas de Climatologia Agrícola, Irrigação e Drenagem e Manejo e Conservação do Solo e da Água, nos cursos de graduação; e o módulo "Relação água-solo-planta: água no solo", para o curso de pós-graduação em Manejo da Fertilidade do Solo do Cerrado. Atualmente, é Professor Adjunto na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás (EA-UFG), Campus Goiânia-GO, ministrando aulas nas disciplinas de Climatologia Agrícola (Agronomia) e Meteorologia e Climatologia (Engenharia Florestal). Atua como professor na Pós-Graduação em Agronomia da UFG (PPGA-UFG), ministrando as disciplinas de Climatologia Aplicada ao Planejamento Agrícola e Hidrologia. Atualmente é Coordenador de Pesquisa da EA-UFG.
Flávio de Oliveira Rosa, Universidade Federal de Goiás
Graduado do curso de Tecnologia em gestão Ambiental pelo Instituto Federal Goiano Campus Urutai, atuou em linhas de pesquisa voltadas para Microbiologia, Fitopatologia, Micologia. Mestrando em agronomia pela Universidade Federal de Goiás, sub área Solo e Água.
José Alves Júnior, Universidade Federal de Goiás
Engenheiro Agrônomo pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - SP - FEIS/UNESP (1997-2001), Doutorado em Irrigação e Drenagem pela Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz ESALQ/USP (2002-2006), Pós-Doutorado em Engenharia de água e solo pela EMBRAPA - Centro Nacional de Pesquisa em Arroz e Feijão (2006-2007). Treinamento em irrigação na University of Rostock Alemanha (2005) e na University of Florida (2006 e 2011). Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com enfâse em Irrigação, Agroclimatologia e Necessidade hídrica das culturas. Professor efetivo com dedicação exclusiva na Universidade Federal de Goiás em Goiânia - GO. Atua Agronomia na disciplina de Irrigação e Drenagem na Graduação e Pós-graduação. Na Engenharia Florestal atua na disciplina de Hidráulica e irrigação. Atualmente possui pesquisas na área de manejo da irrigação e uso racional da água na região do cerrado, orientando dissertações e teses na área de concentração Solo e Água.
Adão Wagner Pêgo Evangelista, Universidade Federal de Goiás
possui graduação em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras (1989), mestrado em Engenharia Agrícola (Irrigação e Drenagem) - Universidade Federal de Lavras (1999) e Doutorado em Engenharia Agrícola (Irrigação e Drenagem) pela Universidade Federal de Viçosa (2003). Atuou no setor privado, desenvolvendo projetos técnicos na área de irrigação e drenagem em todo território Brasileiro. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás (UFG). Na UFG foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Agronomia no período de 2013 a 2015 com nível de mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: irrigação, drenagem, gotejamento enterrado, movimento de contaminantes no solo, nutrição de plantas, oleaginosas, cana-de-açúcar, biocombustíveis e café.
Published
01-02-2018
How to Cite
Casaroli, D., de Oliveira Rosa, F., Alves Júnior, J., & Pêgo Evangelista, A. W. (2018). Phenology of African mahogany plants submitted to irrigation. Comunicata Scientiae, 8(2), 239-246. https://doi.org/10.14295/cs.v8i2.1301
Section
Original Article